Reprodução/Divulgação

Ela Dança, Eu Danço 2 | Crítica


O filme “Ela Dança, Eu Danço 2” é mais um filme da franquia “Ela Dança, Eu Danço”. Como o Brasil é um país super rápido e desenvolvido, o filme que foi lançado originalmente em 2008 chegou em janeiro de 2011 (palmas!).

Mas apesar da demora, ele foi lançado pela minha querida (mentira!) Arvato Digital Services. Um ponto positivo desse lançamento é que eles mantiveram todos os extras da edição original e por alguma razão, cortaram as legendas e áudio em espanhol, sendo que elas estavam presentes na master original americana e latina.

O filme não teve aquela “emoção” do primeiro, pois basicamente inverteram os papéis. O mocinho é rico e a mocinha é “pobre”.



A cena inicial é uma dança dentro de um metrô onde eles gravam vídeos para colocar na internet e conseguirem participar da maior competição de Street Dance do bairro: The Streets.


Andie, a mocinha acaba tendo problemas familiares e sua guardiã decide que ela irá para o Texas estudar e esquecer um pouco da dança de rua.

Depois de várias conversas Andie vai para uma escola de artes de sua cidade onde conhece algumas pessoas como Chase, seu futuro par, para formar um novo grupo de Street Dance, já que seu antigo grupo a expulsou por chegar atrasada ou não comparecer aos ensaios. E como não vou contar o fim do filme, se você já assistiu ao primeiro pode imaginar o que irá acontecer.


Lembrando, quem gosta de filmes com temáticas musicais ou dança, não pode deixar de assistir. Em breve irei resenhar o filme 3, que já está nas locadoras. De acordo com alguns, é o melhor da franquia. 

Ela Dança, Eu Danço 2 | Crítica Ela Dança, Eu Danço 2 | Crítica Reviewed by Lucio Pozzobon on terça-feira, fevereiro 01, 2011 Rating: 5
comentários
DISQUS