Reprodução/Divulgação

'Truque de Mestre' | Crítica



Começo esse texto dizendo que Truque de Mestre (Now You See Me), é um daqueles filmes que você assiste, se apaixona por tudo, e sai do cinema querendo comprar outro ingresso pra ver novamente e pegar os pequenos detalhes de todo aquele espetáculo visual.

O Filme conta a história de quatro magos de Las Vegas, conhecidos como os Quatro Cavaleiros, que roubam um banco no meio de um de seus shows. O que se segue é um thriller de gato e rato, onde o FBI persegue esses magos, sempre um passo atrás, tentando descobrir como eles fizeram isso.

O Elenco de peso conta com Daniel Atlas (Jesse Eisenberg), Merritt McKenny (Woody Harrelson), Henley Reeves (Isla Fisher) e Jack Wilder (Dave Franco), Detective Rhodes (Mark Ruffalo), Thaddeus Bradley (Morgan Freeman), Alma Dray (Melanie Laurent) eArthur Tressler (Michael Caine) e direção de Louis Leterrier.

O enredo é tão original e cheio de novas idéias bem como uma comédia espirituosa. O Filme te prende e uma forma tão “mágica” que não haverá um minuto de tédio do começo ao fim. A Trama em si tem tantas voltas e reviravoltas, e mesmo assim, mantém o publico a tentar descobrir o tempo todo como aquilo está sendo feito, e qual será a conclusão dessa história.

Os Personagens têm uma peculiaridade única que para que você possa distingui-los durante o filme, e quando estão os quatro juntos, trabalham em perfeita sincronia. Os Efeitos do filme são belos e impactantes. É um show visual de tirar o fôlego. Repleto de cores fortes e efeitos de luz, atraindo seu olhar para que as ilusões se tornem cada vez mais reais. 

Onde Truque de Mestre funciona melhor é quando Leterrier cria sequências cinemáticas nos mostrando como estes mágicos fizeram seus atos. O Diretor esta constantemente tentando equilibrar o ritmo alucinante com o elenco de personagens, e para isso o filme tem sua linha narrativa sendo alternada entre os mágicos, o FBI, e o Descontrutor de Mágicas.

O resultado do filme é alcançado em seu terceiro ato. Oferece emoções reais, mesmo sem o tom excessivamente sério que o público de hoje sugere. Apesar de alguns erros pequenos, a experiência é, inegavelmente, infinitamente divertida, graças ao entusiasmo para performances de mágica. O Filme tem ilusão, engano, segredos, roubos enormes, suspense, ação. Ou seja, em algum ponto ele vai te agradar.

Como disse no inicio do texto, é filme que posso assistir várias vezes com a mesma emoção que a primeira. É um ingresso bem pago e uma ótima surpresa em meio a tantos Blockbusters que estão saindo esse ano e ofuscam filmes de escala menor. 

E lembrem-se dessa frase:

“Quanto mais de perto você olha, menos você vê”.

'Truque de Mestre' | Crítica 'Truque de Mestre' | Crítica Reviewed by Marko Miller on 12:23:00 Rating: 5