Reprodução/Divulgação

'Star Wars - Marcas da Guerra', de Chuck Wendig


'Star Wars - Marcas da Guerra', escrito por Chuck Wendig foi publicado há quase dois meses no exterior com o titulo de Aftermath, e como é de se esperar de algo com o nome STAR WARS, causou um furor sem tamanho no meio literário.

Por um lado, os fãs de longa data da série se uniram e montaram um boicote ao novo "Universo Expandido" iniciado pela Disney após a compra das Lucasfilm. Do outro lado uma galera, ainda com a mente “pequena”, reclamando pela introdução de personagens homossexuais.

Já aqui em terras tupiniquins o livro chega essa semana pela nossa queridinha (e concorrendo ao posto de melhor editora de 2015), Editora ALEPH, e a ansiedade por parte dos fãs também não podia ser maior.

Também pudera, uma vez que o livro está sendo vendido como um prelúdio para a nova trilogia. Entretanto, cabe ressaltar que ele faz parte de um projeto com vários lançamentos que irão fazer uma ligação entre O RETORNO DE JEDI e o novo episódio da franquia.

Marcas da Guerra tem inicio exatos seis meses após a destruição da segunda estrela da morte, a batalha de Endor, a morte do Palpatine e do Lord Sith Dart Vader. Agora a Nova Republica (ex-Aliança Rebelde), procura um jeito de colocar “ordem” na galáxia. Entretanto a tarefa não é tão simples e os remanescentes do império estão por toda a galáxia para tentar conquistar o seu poder novamente.

Assim o capitão Wedge Antilles parte em sua missão na busca por focos de resistência imperial, o que ele não espera é dar de cara com uma reunião dos principais lideres imperiais em Akiva, um planeta quase esquecido. Infelizmente ele é capturado e ao enviar uma mensagem de aviso, ela é interceptada pela piloto da também aliança rebelde, Norra Wexley.

Nesse ínterim, conhecemos Temmin (perdão pelo trocadilho), um garoto que administra uma loja de peças contrabandeadas. Ele é quase um perito em robótica e lembra muito o jovem Anakin no seu tempo de inocência, onde construía e consertava tudo que aparecia pela frente. Porém as semelhanças param por aqui. Temmin foi criado nas ruas e pelas ruas, então a aparência de um garoto de 15 anos esconde uma malicia de adulto que ele teve que adquirir para sobreviver.

Conhecemos também o ex-oficial imperial Sinjir Rath Velus, que após a batalha de Endor sofre com o dilema de servir ou não ao império e qual é o seu real propósito. Pra fechar o time temos uma caçadora de recompensas, Jas Emari, com uma missão de matar os líderes imperiais que estão ali no planeta. Está montada a equipe que junto com Mr. Bones e o androide insano de Temmin, precisarão se unir para tentar salvar o Capitão Antilles, capturar os imperiais e dar um fim aos seus planos de se unirem novamente.

Durante esse momento, encontramos personagens do livro UM NOVO AMANHECER, mais precisamente Rae Sloane, agora almirante e oficial de mais alta patente nessa reunião de lideres sombrios.

O Livro é recheado de ação, e ainda assim bem balanceado, entre as perseguições de caças TIE e Speeders e breves capítulos com explicação dos acontecimentos pós batalha de Endor. Algo que deve ser observado são os interlúdios entre um capitulo e outro, se o leitor mais desavisado não prestar atenção, vai ficar se perguntando porque a historia muda de uma hora para outra. O que acontece é que entre a narrativa principal, temos esses interlúdios que nos mostram a situação de vários locais já conhecidos dos Fãs da série: Naboo, Coruscat, Tattooine. O livro joga, ainda que de forma bem sutil, vários ganchos que podem ser usados nos próximos filmes, então vale ficar bem atento nessas partes, uma das mais relevantes e empolgantes para mim é a qual um misterioso grupo chamados de Acólitos do Além compram um sabre que acredita-se ser o usado pelo Lord Vader. Sem dúvidas tem muito mais easter eggs no livro, mas como o devorei o mais rápido que pude, certeza que deixei passar alguns pontos.

Se você é fã da saga, abandone todo e qualquer livro que esteja lendo para ler MARCAS DA GUERRA. Esta é sem dúvida, uma ótima leitura e durante toda a jornada até os capítulos finais, serve muito bem para aplacar um pouco essa ansiedade que se abateu sobre toda a galáxia, e no final, no derradeiro capitulo, você vai fechar o livro e pensar: "Falta muito pro dia 17 de Dezembro?"

"Que a Força esteja com Vocês."

'Star Wars - Marcas da Guerra', de Chuck Wendig 'Star Wars - Marcas da Guerra', de Chuck Wendig Reviewed by Marko Miller on segunda-feira, novembro 09, 2015 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS