Reprodução/Divulgação

'A Múmia' e o que esperar do Dark Universe da Universal

Gosta de Tom Cruise? Ok. Jumpscares (aquelas cenas que rostos assustadores se aproxima da tela) funcionam pra você em meio à aventura? Tem isso aqui! Sofia Boutella também está conquistando seu coração a cada novo filme? Me identifico! Mas não há como negar: 'A Múmia' é um péssimo começo para uma franquia.

Hollywood é uma terra de apostas. Você acha que seu novo filme irá repor todo os milhões que foram gastos pra produzi-los, e tenta melhorar as suas chances com alguns truques de marketing e astros do momento. 'A Múmia' é uma aposta e tanto!

O filme chega trazendo o peso de iniciar o que a Universal está chamando de 'Dark Universe'. Um universo a lá Marvel, que contará com todos os maiores ícones monstruosos do cinema clássico, tudo sendo amarrado sob a tutela do novo personagem de Russel Crowe, Dr Henry Jekyll (personagem de 'O médico e o monstro'), no melhor estilo Nick Fury, de 'Os Vingadores'.



Para que a estratégia funcione, precisamos nos interessar por este universo. Precisamos ficar intrigados à explorar as diferentes perspectivas e detalhes que cada filme poderia trazer e, principalmente, precisamos nos relacionar e torcer pelos personagens. Eis que entra a "estratégica" ideia de colocar Tom Cruise no papel principal.

'A Múmia' tenta trazer de volta a sensação de um filme de aventura, com elementos de terror. Uma ótima receita para uma experiência memorável, uma vez que filmes como 'Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra' já utilizarem destes artifícios com louvor. Mas diferente da primeira aventura dos Piratas, a Múmia não possui protagonistas cativantes que te guiarão por entre as estranhezas desta história, e acaba subestimando demais a inteligência e a atenção do seu espectador.

A construção de um bom protagonista é tão fundamental quanto a de um bom antagonista em situações com essa. Sofia Boutella entrega mais uma excelente performance com a personagem titular e mostra-seconfortável em um papel tão repulsivo. O mesmo não pode ser dito de Tom Cruise, que mais uma vez entrega... Tom Cruise. 



Muitos sairão do cinema tendo torcido muito mais para a Múmia do que para o herói opaco e sem sal que adere às piores convenções da construção de um personagem principal. Suas motivações são ralas, suas ações são artificiais e o pior de tudo: suas conquistas não são merecidas.

Em relação à construção do tal 'Dark Universe', ficam evidentes os ganchos a serem explorados em filmes futuros, mas nenhum deles é realmente intrigante o suficiente. O maior atrativo fica por conta da direção de Alex Kurtzman, que se prova capaz de trazer um tom divertido para uma ação desenfreada, salpicada com momentos de terror.

Podemos especular que este filme tinha apenas o seu começo, com a sua segunda metade sendo extremamente construída apenas em função de planos futuros. Não serve à história apropriadamente, e ainda exalta pontos pouco entusiasmantes enquanto deixa de lado aquilo que vinha conquistando o espectador até então. Conflitos com soluções fracas e repetição de exposições são ingredientes que nunca faltam em qualquer filme frustrante. E é isso que temos aqui: um filme que expõe o seu potencial, apenas para frustrar o espectador em função de um plano pouco elaborado.



O próximo filme nessa fila é 'A Noiva de Frankstein', previsto para 2019. Em seguida espera-se que vejamos 'O Homem Invisível', com Johnny Depp no papel principal. 'O Monstro da Lagoa Negra' já está sendo mencionado há algum tempo também, e recentemente surgiram conversas citando novas versões para clássicos como 'O Lobisomem', 'Drácula', 'O Fantasma da Ópera' e 'O Corcunda de Notre Dame'

Também existem alguns boatos de que a produtora Blumhouse, responsável por 'Corra!' e 'Fragmentado', estaria envolvida na produção de um filme de monstro de menor escala, para também ser encaixado neste universo.

Muitos planos, muito dinheiro e diversos nomes de atores estelares estão sendo jogados no ar, como Angelina Jolie, Javier Bardem e até The Rock. E ainda existe a possibilidade da Universal não construir todo o seu universo com filmes contemporâneos.

Uma coisa que podemos garantir é que se existia um plano na mesa, esse plano vai sofrer algumas revisões. Caso o próximo filme se passe em outra época, com um novo tom e uma abordagem inovadora, o 'Dark Universe' pode acabar atraindo alguma atenção ainda, mas por tudo que é mais sagrado, mantenham o Tom Cruise longe dessa história.

'A Múmia' vai divertir muita gente. Seus sustos e cenas de ação são suficientes para entreter o espectador casual, mas seu potencial fica longe de ser atingido com o que pode ser o começo de uma piores apostas já feitas em Hollywood.

'A Múmia' e o que esperar do Dark Universe da Universal 'A Múmia' e o que esperar do Dark Universe da Universal Reviewed by João Felipe Marques on sábado, junho 10, 2017 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS