Reprodução/Divulgação

Rock'n Roll: Por Trás da Fama | Crítica


Fama, sucesso e reconhecimento por um bom trabalho é o que quase todo mundo quer na vida adulta. Na comédia 'Rock'n Roll: Por Trás da Fama', acompanhamos uma crise de meia idade do ator Guillaume Canet, que, apesar de ter todos os requisitos citados na primeira frase, sente-se velho (e cafona) ao escutar comentários de sua colega de elenco Camille Rowe, pois faltava uma atitude "rock'n roll" na vida dele.

Ele, com seus 40 e poucos anos, tem uma vida estável, com vários prêmios no currículo, é casado com a atriz Marion Cotillard e tem um filho pequeno. Mas parece que essa estabilidade não é mais suficiente na sua vida. Ele quer sentir-se jovem, curtir a noite com os amigos, beber todas até cair (literalmente) e voltar a lista de atores mais desejados.


Mas chega o ponto que o limite dessa "juventude" começa a influenciar sua carreira como ator e principalmente todo o destaque que construiu ao longo dos anos. E isso pode ser dentro de atitudes arrogantes ou por não querer parecer um "vovô" em cena.

Guillaume muda seu estilo de vida e as pessoas com quem convive. Porém, ele não percebe que essas mudanças fizeram com que ele virasse uma grande piada. Ninguém mais reconhecia o "grande" Guillaume Canet. Eles só viam a sua nova imagem, criada para agradar os "mais jovens" e um ego que ele não sabia que tinha.


Para ser sincero, eu até esperava um final trágico para o filme, devido as mudanças na vida do personagem principal. Porém não é o que acontece, fica tudo bem. A ideia do filme é mostrar que mudar faz bem, mas temos que saber até que ponto essas mudanças devem seguir, até porque você pode mudar, mas não ficar irreconhecível.

Confesso que me incomodou (ou confundiu) os atores e personagens terem o mesmo nome e sobrenome. Como o filme foi apresentado como uma sátira da vida real, ele soube misturar muito bem a vida real com a ficção. É um bom filme, com uma narrativa que prende o espectador e traz algumas surpresas. Ou até um susto com o resultado final na mudança de vida do ator.

Rock'n Roll: Por Trás da Fama | Crítica Rock'n Roll: Por Trás da Fama | Crítica Reviewed by Lucio Pozzobon on 08:33:00 Rating: 5