Reprodução/Divulgação

The Resident - 1ª Temporada | Crítica


'The Resident' é a nova série médica da FOX, produzida por Antonie Fuqua (Dia de Treinamento) com o roteiro de Amy Jones (Black Box) e Hayley Schore (Cold Black) a série tem a premissa que se destaca ao apresentar um outro lado séries médicas. Nesse sentido, a série acerta e ganha seu destaque no meio de tantas outras séries médicas.

A série apresenta o dia a dia de uma equipe de jovens médicos recém saídos da universidade, cheios de sonhos e expectativas, prontos para viver a dura realidade de um hospital, vivenciar coisas que não existem nos livros ou salas de aula. Além disso, lidar com chefes sem a menor capacidade de liderança  e diagnósticos que enganam as famílias para manter pacientes sem chances de recuperação só para lucrar mais.

O residente Conrad Hawkins (Matt Czuchry, Gilmore Girls), está disposto a trazer toda a sujeira a tona, ele conta com a ajuda da enfermeira  Nick Nevin (Emily VanCamp, Revenge) e o novato Devon Pravesh. (Manish Dayal, 90210)

Dr. Bell (Bruce Greenwood, Jogo Perigoso) é um cirurgião de renome que atualmente esconde de todos um problema com suas mãos: leves tremores que indicam Parkinson e provavelmente o impedirá de exercer a profissão. Já tentou diversos medicamentos que na realidade pioram os tremores, mas mesmo depois de vários acidentes e erros médicos em suas cirurgias, ele ainda tem muito prestígio e é praticamente intocável. Sem contar que acabou de perder boa parte da fortuna depois de mais um divórcio. 


Conrad Hawkins é um dos residentes mais competentes do hospital. Muito querido entre os colegas, tem seu jeito de resolver tudo, cheio de truques na manga e adora um improvisar. Não é o tipo de cara que segue regras. Devon Pravesh e Conrad não conseguem se entender, gerando vários conflitos, Devon ainda está preso ao que ele aprendeu em sala de aula. Conrad e Irving (Tasso Feldman, CSI NY) que trabalha na urgência, mostram da pior forma como um hospital funciona. A única pessoa capaz de controlar o lado brincalhão e irresponsável de Conrad é a enfermeira Nick Nevin. Eles já tiveram um relacionamento amoroso que não deu muito certo, mas ele continua correndo atrás para consertar seus erros.

Dra. Lane Hunter (Melina Kanakaredes, CSI NY) é uma influente oncologista que passa a fazer parte da equipe médica do Chastain Park Memorial. O tratamento que ela desenvolveu para combater o câncer é um sucesso, tendo quase 100% de recuperação dos pacientes. Após perder um paciente devido as altas dosagens da medicação, Nick passa a investigar o passado sombrio da oncologista que também visa apenas o lucro. Nick, Conrad e Devon unem forças para derrubar Dra Lane e Dr Bell, iniciando uma verdadeira guerra nos bastidores do hospital.


A série faz uma crítica social ousada e mostra no decorrer dos episódios o lado burocrático de um hospital, o drama dos planos de saúde e seus valores exorbitantes, a corrupção na administração, os avanços tecnológicos da medicina, convivência dos médicos e as jornadas de trabalho absurdas com suas consequências. Fazendo o espectador parar e pensar sobre o que é certo e errado quando é preciso salvar uma vida.

Seguindo a mesma linha de séries médicas, em cada episódio temos um paciente e um novo caso a ser solucionado. Mesmo longe de serem inovadores, não deixam de ser interessantes, já que a série não foca no dilema dos pacientes.


Mais um ponto positivo da série é o elenco, temos uma boa mistura de veteranos e novatos, mostrando uma boa química em cena, temos personagens fortes e vilões dignos de ameaças de morte por causar tanta raiva ao espectador durante as suas façanhas. O relacionamento entre Conrad e Nick não é forçado o que faz a torcida para que eles tenham um final feliz aumente.

O roteiro tem mais acertos do que erros, porém, conforme os episódios avançam, falta uma profundidade necessária aos personagens. Em determinado momento da trama há uma mudança de enredo e alguns personagens ficam perdidos e deixados de lado.

Atualmente, a série tem uma média de mais de 10 milhões de espectadores por episódio nas multiplataformas que é apresentado, garantindo assim a renovação para a 2ª temporada.

The Resident - 1ª Temporada | Crítica The Resident - 1ª Temporada | Crítica Reviewed by Cintia Milanez on 21:31:00 Rating: 5