Reprodução/Divulgação

Quando a ficção tenta criar uma realidade


Nós que acompanhamos séries, filmes e outros programas de TV ou internet, sempre acabamos criando uma relação de favoritismos e não conseguimos deixar de assistir, independente de onde estamos. Sabemos também que muitas séries trazem para o espectador uma nova realidade e muitas vezes ele quer participar dela de alguma forma. Em “Cult”, nova série da CW, vemos esse enredo perfeitamente.

“Cult” é uma série de muito sucesso entre seus fãs e os mais fanáticos, reúnem-se para conversar sobre a seita que é apresentada e como será o desfecho de vários personagens. Porém, situações estranhas começam a acontecer com alguns de seus fãs, como Nate, que depois de muita pesquisa sobre os personagens e situações, desaparece, deixando todas pistas para seu irmão, o jornalista Jeff Sefton.

Ao ver que não vai conseguir ajuda da polícia para descobrir onde está seu irmão, Jeff vai até os estúdios da série para tentar encontrar Steven Rae, o criador de Cult. Lá ele não consegue muitas informações, porém conhece Skye, uma jovem pesquisadora da série, que sempre a procura saber o que os fãs da série estão tentando desvendar.

Os dois se unem para tentar desvendar o segredo de “Cult”, tanto na ficção, quanto na realidade e tentar encontrar Nate e o pai de Skye, que foi dado como morto, após começar uma reportagem sobre o criador da série há 10 anos.


A série estreou em 19 de fevereiro no EUA e chega ao Brasil no dia 12 de março, as 22:00 pelo HBO Plus. Ela vem mantendo uma audiência de 800 mil espectadores por episódio (o que é uma média baixa para o canal) e ainda não possui sinal de renovação para uma segunda temporada.

Quando a ficção tenta criar uma realidade Quando a ficção tenta criar uma realidade Reviewed by Lucio Pozzobon on domingo, março 03, 2013 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS