Reprodução/Divulgação

Olá pessoal!
Vou falar sobre o filme “Cyberbully”, que foi lançado esse final de semana pela ABC Family. Eu ainda não assisti ao filme, mas irei contextualizar o filme no assunto.

O filme fala de Taylor Hillridge (Emily Osment), que era uma garota comum em sua escola e depois de hackearem sua senha, entrarem em seus perfis nas redes sociais e divulgarem informações falsas na internet, ela começou a ser mal tratada por vários colegas de colégio. Essa “pessoa” divulgou que Taylor estava grávida e era uma “prostituta”.

O importante desse filme é que ele foi criado baseado em histórias reais de vários adolescentes que sofrem ou sofreram com esse problema. O que deve ser sempre considerado é que dentro deste contexto, você nunca está sozinho. Sempre tem mais alguém que está sofrendo e juntos, podem unir as forças e ver que tudo vai dar certo. Também é bom lembrar que se você sabe que o que estão te acusando não é verdade, você deve acreditar somente em você, esqueça o pensamento dos outros.



O problema é que, essas ações machucam muito mais as pessoas do que é imaginado. Apesar de ser online, aquilo acaba entrando na vida pessoal e transformando-se em uma situação tão complicada que, sem um auxílio, as pessoas não conseguirão esquecer esse problema sem se machucar ou pior, tirando a própria vida. Isso acaba interferindo, também, na vida dos familiares e amigos da vítima.

O que sempre me pergunto é por que essas pessoas se preocupam tanto em querer destruir a vida do outro. É inveja, nunca conseguiu expressar seus sentimentos pela pessoa ou resolve fazer isso por pura diversão? O que esses não entendem é que o futuro de muitos pode ser destruído e isso poderia ser resolvido simplesmente com uma conversa, não com uma provocação.

Se você que está lendo esse texto, já sofreu ou está sofrendo e quiser conversar sobre o assunto, entre em contato pelo nosso e-mail (blogallpopstuff@gmail.com). Mesmo eu não sendo um profissional, acho que cada um pode colaborar com a autoestima do próximo, mesmo nunca conhecendo a pessoa pessoalmente. Caso não queira falar comigo, procure seus familiares, algum amigo de confiança ou um profissional da sua escola, ambiente de trabalho, etc..

Nunca esconda suas dores ou tristezas, elas podem ser perigosas para você e para quem está em volta. Vamos usar os nossos meios de comunicação, para falar de coisas boas, expressar nossa felicidade.

Espero que vocês tenham gostado e se tiver algum problema, não deixe de tentar falar com a gente. Se for algum relato que quiser publicar, avise no e-mail que colocaremos aqui, mas não esqueça de dizer de que forma você resolveu o seu problema.

Até o próximo post!
Comentem!

[Bullying] Como reagir?! [Bullying] Como reagir?! Reviewed by Lucio Pozzobon on 19:01:00 Rating: 5