Reprodução/Divulgação

Há pouco mais de dois anos tive a oportunidade de assistir ao espetáculo “Minha Mãe é Uma Peça”, escrito e estrelado por Paulo Gustavo. O trabalho do ator é um retrato de sua própria vida: Dona Hermínia é uma mãe, divorciada, superprotetora e amargurada, que tem problemas com os filhos, com o ex-marido, com a idade e com a tecnologia. Se lembrou de alguém com pelo menos uma destas características?

Por cerca de uma hora meia o palco é dele. Ou dela. O novo tom de voz e os trejeitos da personagem são responsáveis por conquistar a plateia. Eu fui conquistado. Sem deixar com que a monotonia tome conta do palco, piadas engraçadas, timing perfeito, carisma inigualável e situações comuns ao nosso cotidiano passam a fazer parte deste universo.

Buscando alçar voos mais altos, um filme homônimo chegará aos cinemas no próximo mês. Após sofrer uma decepção com os filhos, Dona Hermínia decide fugir para o apartamento de sua tia Zélia. Marcelina e Juliano começam a adorar a ideia de liberdade, mas logo veem que viver sem a mãe não é uma tarefa fácil. Pela primeira vez os personagens presentes no monólogo ganharão vida!

O longa conta com a participação de Mariana Xavier, Rodrigo Pandolfo, Herson Capri, Ingrid Guimarães, Samantha Schmütz e outros.
       
Anote na agenda: “Minha Mãe é Uma Peça – O Filme” chega aos cinemas no dia 21 de junho.

Paulo Gustavo e o cromossomo XX Paulo Gustavo e o cromossomo XX Reviewed by Fabrício Alves on 16:22:00 Rating: 5