Reprodução/Divulgação

Amor a Toda Prova | Divertidíssimo

Amor a Toda Prova” foi um dos filmes de humor com maior qualidade dos últimos tempos. Só ficou atrás de “Missão Madrinha de Casamento”. Com um elenco diversificado e tendo como principal Steve Carell, não havia dúvidas que o filme fosse muito divertido.

Cal é um homem de 40 e poucos anos casado a quase 25 anos com Emily e descobre que sua mulher o traiu. Ele age de maneiras muito estranhas como pulando do carro em movimento por que não quer escutar as explicações da mulher e sai de casa sem brigar ou qualquer coisa parecida. Apesar do grande choque da separação dos pais, os filhos não parecem ficar muito preocupados e entendem a situação, mas sempre com o pensamento de que tudo pode melhorar.

Ele vai morar sozinho, em um apartamento mínimo, comparado a sua grande casa. Como está solteiro começa a frequentar um bar quase todos os dias e lá conhece Jacob. Ele é um conquistador que sempre consegue todas as mulheres que quer com cantadas baratas e elogios ao extremo. Quando ele percebe a situação de Cal, resolve ajudá-lo a melhorar de vida e conseguir sair dessa depressão pós-separação. A primeira coisa que foi feita foi uma visita ao shopping para mudar o estilo de Cal por completo.

Depois da repaginada, Cal começa a aprender as lições de Jacob e depois de relutar muito, resolve utilizar todas as dicas dadas por ele. Nesse meio tempo que saiu com mais de nove mulheres ele percebe que mesmo com toda essa mudança ele não está nem um pouco feliz e sente muita falta de sua mulher. O que ele não esperava era que esse sentimento fosse recíproco.

Claro que durante a história muitas cenas engraçadas acontecem, principalmente na relação do filho de Cal, Robbie e de sua babá, Jéssica. Além deles temos a única garota que dispensa Jacob, Hannah e sua divertida amiga Liz.


O filme é ótimo e já se tornou um dos meus filmes favoritos de comédia.

Amor a Toda Prova | Divertidíssimo Amor a Toda Prova | Divertidíssimo Reviewed by Lucio Pozzobon on quinta-feira, março 01, 2012 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS