Reprodução/Divulgação

'Extraordinário', de R.J. Palacio


'Extraordinário' é um daqueles livros que dá um quentinho no coração quando a gente lê. Desde que ele foi lançado no Brasil e se tornou popular, há quatro anos, eu queria lê-lo, mas acabava deixando para depois. Com o lançamento do filme, que ocorreu essa semana, não dava mais para adiar essa leitura. E ainda bem que fui ler. Essa é uma daquelas histórias que você pensa "deveria ter lido antes".

Na história, conhecemos August Pullman, ou Auggie, para os íntimos, um garoto de 11 anos que nasceu com diversos problemas de saúde e má formação no rosto. Ele passou por diversas cirurgias na infância e consegue levar uma vida saudável e normal, mas a má formação no rosto continua. Por isso, ele nunca foi à escola e teve poucos amigos durante a vida.

Mas isso muda quando os pais dele o incentivam a frequentar a escola e enfrentar novos desafios. No começo Auggie resiste, mas acaba cedendo à ideia e entra em uma escola particular e conhece um novo mundo.

Todos nós podemos nos identificar com a história de Auggie, afinal, todos já passamos pelo nervosismo do primeiro dia de aula em uma escola nova. Claro que no caso se Auggie o desafio é maior, devido à sua má formação no rosto. E é por isso mesmo que todos deveriam ler esse livro. É muito clichê falar isso, mas é a mais pura verdade: às vezes reclamamos tanto, sendo que deveríamos ser mais gratos pelo que temos. Mesmo com todas as dificuldades, Auggie é um garoto extremamente gentil e positivo. 

O livro é narrado em primeira pessoa, sendo a maioria dos capítulos pela visão do Auggie. Em raros momentos o vemos sendo pessimista. A dificuldade em viver com um rosto com má formação está sempre presente, mas o diferencial do Auggie é como ele encara os fatos. Algo como "Ok, eu sou assim, mas vamos nessa, preciso viver a vida".

Óbvio que ele tem seus momentos de insegurança, afinal, é só um garotinho de 11 anos, mas a forma como ele encara o mundo é contagiante e deixa o livro muito leve e gostoso de ler. E isso, essa visão de mundo positiva, fica visível quando lemos os outros capítulos.

Eles são narrados por Via (rmã de Auggie), o namorado dela, a melhor amiga de Via, Jack e Summer (amigos de Auggie). Apesar de terem sido os capítulos menos interessantes para mim, foi muito bom e importante ver o ponto de vista das pessoas que convivem com Auggie. Além disso, pudemos ver um pouco mais da vida de cada um e entender porque eles agiam de uma forma X ou Y.

Apesar de nos dar várias lições de vida, o livro é muito fácil e rápido de ler. E todos nós deveríamos conhecer essa história e aprender um pouco com o Auggie. Afinal, temos as nossas próprias batalhas, mas precisamos enfrenta-las e lidar com o mundo com gentileza. Isso o Auggie faz extraordinariamente.

Compre 'Extraordinário'

'Extraordinário', de R.J. Palacio 'Extraordinário', de R.J. Palacio Reviewed by Desirée Soares on sexta-feira, dezembro 08, 2017 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS