Reprodução/Divulgação

'Eu Fico Loko', de Christian Figueiredo De Caldas


O livro de Christian Figueiredo"Eu Fico Loko - As desaventuras de um adolescente nada convencional", lançado pela Editora Novo Conceito, foi uma das apostas para 2015.

Na semana de lançamento ele já estava na lista de mais vendidos do país, de acordo com o PublishNews, e acompanha uma onda de livros de blogueiros/vlogueiros que está acontecendo nos Estados Unidos e Reino Unido.

Christian (ou Chris, ou Lokão) ficou conhecido na internet por seu canal de vídeos "EU FICO LOKO", que atualmente tem quase 2 milhões de inscritos. Lá ele fala sobre a vida dele, como sobreviver na adolescência, etc. Vou confessar que só tomei conhecimento do canal em função do lançamento do livro. O mais bizarro é que já conhecia a maior parte de seus colegas de YouTube.

Focando em uma narrativa voltada para a crônicas/memórias, o autor apresenta vários momentos de sua vida. Da infância até os pontos cruciais da adolescência, como o primeiro beijo, a primeira transa e as festas com bebidas alcoólicas. Claro, tudo isso apresentado na linguagem dele, com "palavões" e gírias que já são conhecidos por quem acompanha seus vídeos. Portanto, parece tudo muito natural.

As histórias contadas não são muito diferentes do que grande parte dos adolescentes já viveu ou poderá viver: problemas com a aparência, a dificuldade de fazer amizades e encontrar pessoas legais para se relacionar.

Em certos momentos, vi o livro como um manual do que, você, leitor adolescente, não deve fazer. Não vou pagar de santo aqui, dizendo que nunca fiz nada do que aconteceu no livro, como beber antes da "idade permitida", etc, por que seria uma mentira (mas posso garantir que não fiz nem 5% do que ele conta no livro).

Me incomodou muito a questão de estar no livro que ele já pensou em embebedar uma garota para conseguir ficar com ela. Eu sei que ele disse depois que é um pensamento babaca, porém pra mim é uma atitude muito grave de colocar em um livro voltado para o público adolescente, que usa as personalidades da mídia como inspiração para seu cotidiano.

E é errado ele dizer que "TODO O HOMEM JÁ PENSOU NISSO". Desculpa cara, mas eu sinceramente nunca pensei nisso. Sempre aprendi a ter respeito pelas mulheres, sendo em um relacionamento amoroso, de amizade ou familiar. Achei machistinha demais e isso pode indicar uma outra personalidade fora das câmeras.

Uma coisa que senti muita falta foi uma maior interatividade do livro com a internet. Considerando que o autor "nasceu" no YouTube, o livro apresentou somente um vídeo complementar a leitura. É pouco. Imagino que cada capítulo poderia ter tido um complemento em vídeo no YouTube.

Agora, considerando o projeto gráfico, a Novo Conceito está de parabéns. Fotos muito boas e diferentes para abertura de cada sessão, que possuíam relação com a narrativa apresentada naquele espaço e um ótimo tratamento e exposição de fotos do arquivo pessoal do autor. O uso de fontes variadas trouxe a irreverência que o público precisa. Fontes maiores quando o assunto é mais "emocionante" ou "gritado".

Será um livro que vou ler novamente? Provavelmente não, mas quem sabe um dia ele lançando novas memórias não possa ficar interessado em ver se seu pensamento mudou um pouquinho. E vamos combinar, não é só por que a pessoa é famosa que temos que amar/concordar tudo o que ele diz.

'Eu Fico Loko', de Christian Figueiredo De Caldas 'Eu Fico Loko', de Christian Figueiredo De Caldas Reviewed by Lucio Pozzobon on segunda-feira, fevereiro 16, 2015 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS