Reprodução/Divulgação

'Jantar Secreto', de Raphael Montes

O que dizer de "Jantar Secreto", do Raphael Montes, lançado pela Companhia das Letras? Pra começar, esperei dois anos por esse livro, e posso adiantar que valeu a pena!

A obra conta a história de quatro amigos: Dante (narrador da história), Leitão, Hugo e Miguel. Os quatro são do interior do Paraná e vão para o Rio de Janeiro fazer faculdade. Seis anos se passam, e as coisas não ocorreram da maneira que eles sonharam. 

Dante, que se formou em administração, trabalha em uma livraria porque não consegue emprego na sua área; Leitão nem chegou a se formar em ciências da computação, é obeso, quase não sai do quarto e passa os dias aplicando pequenos golpes pela internet; Hugo é um talentoso chef de cozinha, mas não para em emprego nenhum por sua dificuldade em lidar com as pessoas, é impetuoso e se acha melhor que os outros; já Miguel é residente de medicina, o cara mais certinho do grupo e muito estudioso.

Eles levam uma vida mediana, ralando para pagar as contas, até que um dia por um problema (que não vou falar para não dar spoiler), eles ficam devendo seis meses de aluguel. Para resolver a situação, Hugo sugere que eles façam um jantar no apartamento, e vendam as vagas por meio de um site da área na internet. Todos aceitam a ideia, só que Leitão, o responsável por divulgar no site, faz uma brincadeira e ao invés de colocar o menu montado por Hugo, coloca que será servido carne humana. Para surpresa deles, rapidamente 10 pessoas se oferecem a pagar R$ 3.000 para passar pela experiência. A partir daí o problema deles começam. A princípio todos são contra, mas como estão endividados, aos poucos aceitam a ideia.

Aviso: se você tem estômago fraco, talvez seja melhor não ler o livro. O livro é bem pesado em algumas partes, e eu intercalava a leitura com outras coisas. Mas se tratando de Raphael Montes, a gente já espera esse tipo de narrativa mesmo. Pra quem conhece os outros livros do autor, sabe que ele tem uma escrita que mistura thriller com horror. O pior (ou melhor?) de tudo, é que tem umas passagens com alguns argumentos que você se pega pensando “ok, até que faz sentido...”. Por outro lado, o Raphael é vegetariano, e em muitos momentos senti uma crítica ao hábito de comermos carne de origem animal (ou foi só impressão minha, pois eu admiro muito quem é vegetariano e gostaria de ser também).

Polêmico, o livro também traz outros debates, como o egocentrismo do ser humano, violência social, racismo, machismo, desigualdade... Enfim, quase todos os assuntos mais abordados nos últimos tempos estão presentes. A leitura é muito mais ampla e reflexiva do que apenas “um livro que trata de canibalismo”.

Leia Também: 'O Vilarejo', de Raphael Montes

Quando eu li "Suicidas", o primeiro livro do Raphael, eu o devorei, lendo madrugada adentro, e pirei com o final. Também devorei "Jantar Secreto", pois a história prende muito e é quase impossível parar de ler. Na metade fica um pouco monótono, mas logo tem uma reviravolta e daí pro final a coisa só fica melhor. Mas diferente de “Suicidas”, não me surpreendi tanto com o final. Já fui pegando as pistas ao longo do livro e aconteceu o que eu mais ou menos previa. Não que o final seja fraco ou previsível, acho que foi uma questão de eu estar ficando mais esperta para esse tipo de leitura e com a escrita do Raphael Montes.

De todo mundo, mais do que recomendo o livro! E já tô esperando ansiosamente pela próxima obra do autor, e quais bizarrices ele vai inventar na próxima história.


Compre 'Jantar Secreto':

'Jantar Secreto', de Raphael Montes 'Jantar Secreto', de Raphael Montes Reviewed by Desirée Soares on terça-feira, janeiro 31, 2017 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS