Reprodução/Divulgação

'A sutil arte de ligar o f*da-se', de Mark Manson


Você acredita que durante sua vida, você conhece pessoas que tem uma importante influência positiva em você, pessoas que fazem você ver a vida de maneira diferente, eu acredito que, durante sua vida, o mesmo acontece com os livros e este se encaixa na descrição acima.

Mark Manson é um autor, blogueiro e empreendedor web. Li as postagens em seu blog e adorei seu estilo “único”. Durante todo o livro 'A sutil arte de ligar o f*da-se', lançado pela Editora Intrínseca, ele permaneceu fiel a esse estilo. Sejamos claros: no começo eu pensei que seria mais um livro positivo idealista, quase utopista, que provoca arco-íris em um mundo cheio de unicórnios coloridos, mas eu estava errado.

Mark é realista, humilde e tem uma abordagem de vida diferente de tudo aquilo que costumamos fazer. Manson sublinhou o fato de que repetir o bem-estar casual e bem-intencionado é quase como o uso de cocaína, você se sente bem a seu respeito num momento, mas a cocaína em longo prazo destrói mais do que qualquer outra coisa. Pode parecer pesado, mas sua abordagem realista das coisas muda completamente a forma de encarar o livro.

“A Felicidade vem de resolver problemas, não da falta deles”.

Porque sim, viver uma vida sem problemas não é motivo de felicidade pelo simples motivo de que a vida não funciona assim. Não somos responsáveis por alguns eventos negativos que chegam à nossa vida, mas somos responsáveis por nossas reações aos eventos negativos. Além disso, ele menciona que esta tudo bem errar e falhar, e que na verdade tudo isso é necessário.

... Nós sofremos pela simples razão de que o sofrimento é biologicamente útil. É o agente preferido da natureza para mudanças inspiradoras. Nós evoluímos para sempre viver com certo grau de insatisfação e insegurança, porque é a criatura levemente insatisfeita e insegura que está indo fazer algo para inovar e sobreviver. Estamos empenhados em ficar satisfeitos apenas com o que não temos. Essa constante insatisfação manteve nossa espécie lutando e lutando, construindo e conquistando. Portanto, não, nossa própria dor e miséria não são um erro da evolução humana, mas sim uma característica.

Cada paragrafo tem um significado profundo, cada um faz você pensar sobre suas ações, mas não se sentir culpado: apenas abordando as coisas de forma diferente, porque, estamos acostumados ao pensamento positivo delirante, todos sabemos que um dia iremos morrer, mas isso é motivo para ficar triste pelo resto da minha existência?

Depois de ler este livro, você perceberá que não há nada errado em estar errado, que temos que duvidar de nós mesmos se quisermos progredir. Mesmo sendo realista e direto dessa forma, o livro tem doses de humor entre seus parágrafos.

Romeu e Julieta são sinônimo de "romance " em nossa cultura hoje. É visto como a história de amor na cultura de língua inglesa, um ideal emocional para viver. No entanto, quando você realmente entende o que acontece na história, percebe que os personagens estão absolutamente fora de si. E simplesmente se mataram para provar isso!
... Pegue algo tão simples quanto bater seu dedo do pé, se você é como eu, quando você bate seu dedo do pé, você grita o suficiente para fazer uma carta - palavras para fazer o Papa Francisco chorar ...

Mas o ponto principal do autor é que é impossível não fazer algumas merdas durante sua vida, a questão é como aceitamos esses erros e cagadas, e como deixamos isso influenciar a nossa jornada.

Estre livro apareceu no momento certo em minha vida. O estilo, a filosofia, o realismo e o humor usados nele são um dos melhores que eu já li. Definitivamente não é um livro de auto-ajuda, é um livro de “f*da-se todas as merdas que podem acontecer, a vida é feita para se viver”.

Compre 'A sutil arte de ligar o f*da-se':

'A sutil arte de ligar o f*da-se', de Mark Manson 'A sutil arte de ligar o f*da-se', de Mark Manson Reviewed by Marko Miller on 17:09:00 Rating: 5