Reprodução/Divulgação



Logo que a notícia que o universo do filme 'Jumanji' (1995), estrelado por Robin Williams, seria revisitado, muito se falou sobre o elenco de comediantes presentes na narrativa de 'Jumanji: Bem-Vindo à Selva' (2017). Porém, o que inicialmente poderia ser um grande erro, tornou-se em um grande acerto, e não só com o elenco, mas também com a narrativa.

Dentro desse novo universo, podemos conferir que os roteiristas foram responsáveis com a história original e trouxeram elementos que já conhecíamos. E isso acontece no começo, quando o pai de Alex (Colin Hanks/Nick Jonas) encontra o tabuleiro de Jumanji na areia da praia, assim como ele estava no fim do primeiro filme. Além disso, Alan Parrish, personagem de Robin, é citado em alguns momentos da trama.

Mas não é só as referências ao passado que tornam a nova versão um ótimo entretenimento familiar. Jumanji sai do tabuleiro e migra para um videogame, possibilitando que os participantes do jogo façam parte daquela experiência de uma maneira real, mesmo que em outros corpos. Trazer os personagens que estavam acostumados com um ambiente escolar, definições de popularidade e aparência, apresentaram outra dimensão para suas características pessoais, mas principalmente as emoções. 


Nesse momento podemos conferir o quanto os personagens podem ser frágeis, simplesmente por confiar naquele esteriótipo que seus colegas definem para eles  (no caso, o nerd, o jogador de futebol, a nerd e a patricinha). Mas também era possível ver que dentro das fragilidades existe o sentimento de descoberta, ainda mais quando você está em outro corpo e percebe todas as possibilidades que existem.

Não podemos esquecer que trazendo esse universo dos videogames para tela, certamente vai atrair os grandes fãs de gameplays, um  dos conteúdos mais assistidos na internet hoje em dia. Sem querer, 'Jumanji: Bem-Vindo à Selva' tornou-se um dos melhores "filmes videogame" que já assisti. Traz emoção, ação e bons efeitos especiais, que são bem diferentes dos apresentados no original de 1995.


Resumindo, Dwayne Johnson, Kevin Hart, Jack Black, Karen Gillan e Nick Jonas formaram um ótimo grupo de jogadores para um filme divertido de assistir. Sem esquecer que a relação dos personagens ainda traz uma pitada de 'O Clube dos Cinco', o grande clássico escolar de John Hughes. Pelo jeito foi essa mistura que garantiu os mais de 530 milhões de dólares arrecadados até o momento pelo mundo.

Jumanji: Bem-Vindo à Selva | Crítica Jumanji: Bem-Vindo à Selva | Crítica Reviewed by Lucio Pozzobon on 17:00:00 Rating: 5