Reprodução/Divulgação

Não Me Abandone Jamais | Crítica


'Não Me Abandone Jamais', é um filme da FOX, dirigido por Mark Romanek e baseado no livro, de mesmo nome, lançado pela Companhia de Letras em 2005.

A história conta sobre crianças que vivem em um colégio interno, rígido e isolado, que desenvolve as elas principalmente para as artes. O foco durante o filme são três crianças, Tommy, Ruth e Kathy. Tommy é excluído e também não faz muita questão de tentar se incluir, mas por isso ele se revolta muitas vezes. Kathy é uma garota simpática que resolve ajudar Tommy e começam uma boa amizade, só que sua invejosa amiga não gosta muito e resolve ficar com Tommy, que namoram durante muito tempo.

Durante o período da escola, uma nova professora é contratada, mas fica pouco tempo. Ela conta aos alunos que eles não foram deixados ali pelos pais, ma que são clones que foram concebidos para serem doadores de órgãos quando adultos.


Um bom tempo passa e mostra as crianças, adolescentes que saem da escola e vão para um abrigo esperar a idade determinada para começar as doações. Só que eles tem tomar a decisão se gostariam de continuar como doadores ou ter um pouco de tempo para aproveitar a vida, tornando-se assistentes, ou seja, pessoas que acompanham outros doadores e cuidam da vida deles até sua morte. Kathy, após algumas decepções com Tommy e Ruth, resolve ser uma assistente e os outros dois continuam juntos, até o momento que se separam para começar as doações.

Depois de alguns anos, eles se reencontram e Ruth, faz com que Tommy e Kathy fiquem juntos e diz para eles procurarem uma mulher que pode fazer com que eles deixem de ser doadores ou assistentes por um tempo para viver um grande amor.

O que vai acontecer? Kathy e Tommy irão conseguir? Isso você só descobre depois de assistir 'Não Me Abandone Jamais', que é ótimo!

Não Me Abandone Jamais | Crítica Não Me Abandone Jamais | Crítica Reviewed by Lucio Pozzobon on domingo, setembro 18, 2011 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS