Reprodução/Divulgação

Scream - 2ª Temporada | Crítica

A 1ª temporada de Scream dividiu muito a opinião dos críticos e fãs da franquia, mas algumas mudanças estratégicas e uma forte divulgação nos prometiam uma nova leva de episódios muito mais sangrenta, e felizmente essa promessa foi mantida.

Alguns meses se passaram após a revelação do assassino da temporada anterior, e a cidade de Lakewood tenta superar o trauma e seguir em frente, mesmo assim os eventos ainda estão frescos na cabeça dos moradores, gerando fofocas e várias teorias. Os sobreviventes Emma (Willa Fitzgerald), Audrey (Bez Taylor-Klaus), Noah (John Karna), Brooke (Carlson Young), Kieran (Amadeus Serafini), e Jake (Tom Maden) são chamados de “The Lakewood Six” (Os seis de Lakewood, em tradução livre), e o antigo podcast de Piper (Amelia Rose Blaire) foi assumido por Noah, e está mais popular do que nunca.

O roteiro é ágil ao explicar os pontos que ficaram em aberto, e o modo como o novo assassino é introduzido aos poucos, cria uma interessante dinâmica, nos deixando extremamente ansiosos para que os protagonistas descubram logo sobre essa nova ameaça, algo que nunca tinha sido explorado pelos filmes. Sem falar que matar um dos sobreviventes do primeiro ano, logo no episódio de estreia foi uma decisão ousada, mas que funcionou perfeitamente.



Entre o novo mistério, novos personagens são introduzidos, incluindo Zoe Vaughn (Kiana Ledé), Gustavo “Stavo” Acosta (Santiago Segura), o xerife Miguel Acosta (Anthony Ruivivar), Eli Hudson (Sean Grandillo), Tina Hudson (Karina Logue), e Kristin Lang (Austin Highsmith). Todos acabam se tornando novos suspeitos, e definitivamente possuem planos ocultos, mas foram apresentados naturalmente pelo roteiro, e se encaixam perfeitamente no clima da série.

Dentre as atuações, todos apresentaram uma grande melhora, principalmente Carlson Young, com seu inigualável carisma, além de John Karna, que soube utilizar sua veia cômica, mas também não decepcionou nas cenas dramáticas. No entanto, as cenas com a família Duval são difíceis de assistir. Tracy Middendorf e Tom Everett Scott precisam se dedicar um pouco mais em suas atuações, Willa Fitzgerald apresentou uma leve melhora, mas acredito que seu desempenho ainda possa melhorar.


Apesar das claras homenagens ao filme Pânico 2, incluindo a cena de abertura no cinema local, a série atingiu um patamar onde criou sua própria identidade, mas ainda respeitando o material dos filmes. E também faz questão de homenagear os maiores clássicos do terror em cenas impactantes, além de nomear todos os episódios dessa temporada com títulos dos filmes mais aclamados do gênero. Entre eles, “Dawn of the Dead” e “The Vanishing” se destacam como os melhores episódios da temporada.

A trilha sonora da série também melhorou consideravelmente e apesar das filmagens terem sido transferidas de Baton Rouge para Nova Orleans, os cenários não sofreram grandes alterações, e algumas locações beneficiaram muito a fotografia, apostando em cenários coloridos, como o parque de diversões, mas sem deixar o terror de lado.


Os  motivos referentes ao novo assassino se encaixaram perfeitamente aos eventos da temporada anterior, criando uma ligação entre os dois criminosos, além de deixar claro quais eram as intenções de Audrey no meio disso tudo. No entanto, a clássica cena onde o assassino remove a máscara, proveniente dos filmes, ficou de fora nesse segundo ano, algo extremamente frustrante.

Apesar das revelações, alguns plots permanecem em aberto e devem ser respondidos nos dois episódios de Halloween previstos para ir ao ar em outubro. Até agora, não se sabe se teremos uma Terceira Temporada, mas fica a torcida para que esses dois episódios restantes não deixem pontas soltas e finalizem todas as histórias de maneira digna, para uma série que cometeu vários erros durante seu início, mas soube ouvir os fãs, nos trouxe ótimas histórias e personagens que nos conquistaram com o passar do tempo, nos fazendo torcer para que o assassino não fosse tão certeiro com suas facadas ao fim de cada episódio.

Scream - 2ª Temporada | Crítica Scream - 2ª Temporada | Crítica Reviewed by Roberto de Carvalho Neto on quinta-feira, setembro 22, 2016 Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

comentários
DISQUS