Reprodução/Divulgação

Na última sexta-feira (09), pude conferir de perto um dos shows de Larissa de Macedo Machado, a Anitta. Se você acordou agora e não sabe de quem estou falando, se prepara que eu te conto.

Confesso que minha expectativa era grande, afinal a cantora levou menos tempo para se tornar um fenômeno do que provavelmente vou levar para escrever esta crítica. Às 2h30, o exército da artista já estava pronto. Bastou que a sirene soasse uma vez para que uma centena de celulares fosse erguida. Ninguém queria perder a entrada da estrela. 

Cerca de uma hora e meia foram necessárias para entreter o público presente no La Rocca, centro de eventos situado na cidade de Juiz de Fora, interior de Minas Gerais.  

Os hits “Meiga e Abusada”, “Menina Má”, “Tá na Mira”, “Não Para” e, logicamente, “Show das Poderosas” – interpretado duas vezes –, dividiram o palco com um batalhão de covers: teve “Tô Nem Aí”, “País Tropical”, “Anjo”, “Toda Forma de Amor”, “Taj Mahal” e “Me Namora”.

Mesmo com um "exército pesado" e que tem poder, e uma retórica parecida com a de Preta Gil, em que brincadeiras e palavrões estão presentes em, literalmente, todos os momentos de interação com o público, algumas coisas me incomodaram: faltou carisma, faltou fôlego, faltou Larissa. Será que Anitta está tão preparada assim?

Poderosa despreparada? Poderosa despreparada? Reviewed by Unknown on 11:26:00 Rating: 5